Teu passado te condena: Artistas que já meteram o pé na lama


Remexer no passado das celebridades em busca de momentos constrangedores pode parecer uma diversão cruel, mas talvez seja tranquilizante para nós, os anônimos, saber que aquelas figuras glamourizadas pela fama também podem fazer más escolhas.
Veja a matéria completa





Vanusa. 
A cantora que fez sucesso no tempo da Jovem Guarda voltou às paradas de sucesso em 2009, só porque errou duas coisinhas no Hino Nacional: a letra e a música. O mico foi na Assembleia Legislativa de SP. 

Sean Connery. 
O primeiro e mais charmoso James Bond já foi, quem diria, fisiculturista. "Sir" Sean Connery ficou em terceiro lugar no campeonato Mister Universo de 1953. Não chega a ser um mico, é claro, mas como pouca gente sabe disso, é uma curiosidade.

Alexandre Pires. 
O pagodeiro fez o papel de mocinho no referido "Cinderela Baiana", mas conseguiu ser ainda pior ao chorar abraçado ao ex-presidente George W. Bush, após cantar "Garota de Ipanema" em inglês na Casa Branca. 

Ângela Bismarchi. 
Famosa pelas suas 42 cirurgias plásticas (incluindo uma "reconstituição do hímen"), a modelo e empresária carioca se lançou como cantora sertaneja em 2008. Parece que não deu certo. Se tiver nervos fortes, vá ao YouTube para ouvi-la cantar "Galopeira". 

Rafael Vannucci. 
Filho de Vanusa, o eclético Rafael não está em evidência na mídia atual, mas já posou nu para a "G Magazine", foi vencedor do reality "Casa dos Artistas 2", já foi cantor romântico e sertanejo. Ainda assim, seu pior momento foi como garoto-propaganda do guaraná Dolly. Impressionante.

Lázaro Ramos. 
Consagrado em papéis como "Madame Satã" (2002), o ator baiano participou de "Cinderela Baiana" (1998), cinebiografia da dançarina Carla Perez. Foi com a grana desse filme que ele pôde abandonar o emprego em um laboratório e se dedicar à carreira artística. Está desculpado.

Prince. 
Em julho do ano passado, o esquisitão do pop tirou suas músicas do YouTube e do iTunes, declarando que "a internet acabou". Entre 1993 e 2000, o talentoso autor dos hits "Purple Rain" e "Kiss" trocou seu nome por um símbolo impronunciável, levando a imprensa a denominá-lo "o artista anteriormente conhecido como Prince".

Sylvester Stallone. 
Foi só ficar famoso como Rocky Balboa e Rambo para que reaparecesse um filme pornô estrelado pelo ator em 1976. Na época, Stallone recebeu um cachê de U$ 200 para, digamos, interpretar um gigolô. Mais tarde,"Party at Kitty and Stud?s" ganhou uma segunda versão, mais leve, chamada "O Garanhão Italiano". No ano passado, durante as filmagens de "Os Mercenários" no Rio, teve que se desculpar após dizer que "você pode explodir o país e eles ainda dizem ?obrigado, e aqui está um macaco para você levar para casa?". Macaco não: mico!

Xuxa. 
Antes de se tornar famosa como apresentadora de tevê, a "Rainha dos Baixinhos" fez o filme "Amor Estranho Amor". No longa, ela vive uma prostituta que vai para a cama com um menino de 12 anos de idade (e não é para contar historinhas).



Nenhum comentário :

Postar um comentário

SEU COMENTÁRIO É SEMPRE BEM VINDO DESDE QUE:
.Não tenha fins ofensivos
.Não contenha palavras de baixo calão
.Comentarios seguidos de links serão considerados SPAM!

OS COMENTARIOS SÃO PESSOAIS E NÃO INFLUENCIAM NA OPINIÃO DO BLOG!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...